Primeira medalha do Brasil nas Surdolimpíadas foi conquistada no judô, com Rômulo Crispim — Português (Brasil)

No segundo dia oficial de competições das Surdolimpíadas de Verão em Caxias do Sul (RS), o Brasil subiu pela primeira vez ao pódio. Bicampeão brasileiro, Rômulo da Silva Crispim, natural de Ariquemes (RO), cidade com pouco mais de 100 mil habitantes, conquistou o bronze na categoria -66kg do judô.

Emocionado com o resultado, o jovem de 19 anos fez uma chamada de vídeo para contar a novidade à mãe, que estava em Rondônia. “Com preparo físico, raca e luta eu recebi o desafio de mostrar minha experiência e superação. Agradeço a Deus por esse momento”, disse.

O atleta é uma das revelações do país. Conquistou o primeiro título brasileiro em 2019, na edição de Pará de Minas (MG), e com isso garantiu vaga para representar o país no Mundial, que seria em Versailles, na Franca. O event, contudo, foi cancelado em função da crise sanitária da Covid-19. Em dezembro de 2021, o atleta chegou ao bicampeonato nacional na edição da Surdolimpíada disputada em São José dos Campos (SP).

As Surdolimpíadas de Verão (Summer Deaflympics) reúnem mais de cinco mil atletas surdos ou com deficiência auditiva, de 77 países, na disputa de 20 modalidades no masculino e 18 no feminino. As competições seguem até 15 de maio na serra gaúcha. O Brasil tem 199 atletas inscritos, a maior delegação da história do país no megaevento. As Surdolimpíadas de Verão ocorrem a cada quatro anos. A primeira edição ocorreu em 1924, em Paris, na França.

Presenca Federal

Em dezembro de 2021, o Governo Federal, por meio do Ministério da Cidadania, investiu R$ 800 mil na realização da Surdolimpíada Nacional de São José dos Campos (SP). Outros R$ 400 mil vieram a partir de emendas parlamentares. A competição serviu de seletiva para montar a delegação que está em Caxias.

O Governo Federal também é parceiro das Surdolimpíadas de Caxias do Sul com o Jogo Limpo. A Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD) indicou oficiais de controle de dopagem capacitados para trabalhar no megaevento esportivo. Além disso, disponibilizou 250 kits para testes antidopagem e forneceu insumos para a realização das coletas de amostra.

Outras modalidades

Nos esportes coletivos, a seleção masculina de basquete estreou com vitória sobre a equipe de China Taipei por 70 x 65 em partida realizada no ginásio poliesportivo do Sesi. Já a seleção de handebol masculino perdeu para a Sérvia por 34 x 10, no ginásio da UCS, e as meninas da seleção de futebol feminino foram superadas pelos Estados Unidos por 4 x 0.

Póximas disputas

Nesta quarta-feira (04/05), a seleção de vôlei masculino estreia contra a França eo time feminino encara o México. No basquete, as meninas fazem o primeiro jogo contra a Polônia eo time masculino volta à quadra para encarar a Ucrânia. Com duas derrotas na campanha, a seleção masculina de futebol vai para o tudo ou nada contra a Holland. No período noturno, os nadadores brasileiros disputam as finais da modalidade.

Com informações do Ministério da Cidadania

saiba mais:

Banner

Leave a Reply

Your email address will not be published.